Carlos Resende:” Braga terá sempre um espaço especial no meu coração”

posted in: Desporto | 0

Carlos Resende nasceu a 29 de Maio de 1971. É, para muitos, um dos melhores andebolistas português de sempre. Como atleta conquistou 7 Campeonatos Nacionais, 5 Taças de Portugal, 1 Supertaça e 3 Taças da Liga como atleta do FC Porto e do ABC de Braga.  Ao serviço da selecção nacional obteve 250 internacionalizações e participou por quatro vezes em grandes competições internacionais. Começou a sua carreira como treinador em 2006, tendo conquistado três troféus em três anos, ao serviço do FC Porto. É desde 2017 o treinador do Sport Lisboa e Benfica e falou connosco sobre o seu percurso profissional e a maneira como vê o desporto nos dias que correm.

O Carlos foi, desde sempre um exemplo a seguir. O que é preciso para ser um atleta e uma pessoa que ninguém esquece?

Para mim ser atleta é um estado, uma forma de estar na vida de desenvolvimento/aperfeiçoamento constante na procura pelo rendimento máximo de cada um; no fundo é a procura do melhor da cada um, na atividade que for; quanto à segunda parte, ser um atleta e uma pessoa que ninguém esquece, é possível quando o mesmo atinge um conjunto de resultados que perdurem na “história”, assim como uma vida social exemplar, e, o desejável é que sejam resultados positivos, pois, também há, infelizmente, atletas que não esquecemos pelos motivos errados!!!

 

Foi difícil trilhar o caminho até hoje? Quais foram as maiores dificuldades sentidas?

Cada actividade tem dificuldades inerentes à sua especificidade, e o desporto não foge à regra, no entanto, quando fazemos algo que gostamos acabamos por ver nas maiores dificuldades desafios a ultrapassar; para mim as maiores dificuldades representaram e continuam a representar os “estágios” momentos onde estou fora de casa.

 

Quais foram os maiores medos e receios que sentiu enquanto jovem atleta?

Enquanto jovem atleta não senti medos nem receios, senti foi sempre uma motivação enorme por poder treinar e jogar ao lado de alguns jogadores que admirava!!!

 

Podemos afirmar que com vontade tudo se alcança, ou é só um cliché que se apoderou dos falsos positivos?

Podemos afirmar que com muita vontade, humildade, persistência, resiliência, capacidade de organização, responsabilidade e dedicação tudo fica mais perto de ser alcançado, e, se a estes ingredientes lhes juntarmos um pouco de talento, então o céu é o limite!”

 

Como vê estas novas medidas especialmente criadas para jovens atletas nas escolas públicas?

Infelizmente vejo como extremamente tardias e insuficientes. Este problema já não o deveria ser há muito tempo atrás, o Ministério da educação e a Secretaria do Desporto e Juventude terão de desenhar um programa educacional que permitam aos jovens ter tempo para as suas atividades circum-escolares, sejam elas desportivas ou outras quaisquer.

 

Braga terá sempre um lugar especial no seu coração?

Braga terá sempre um espaço especial no meu coração, passei 5 fantásticos anos enquanto atleta de uma das melhores equipas que tive oportunidade de jogar, com um dos melhores treinadores que convivi, um conjunto de diretores que ainda hoje continuam amigos e um público imparável!!!

 

Se tivesse de deixar hoje um conselho a todos os jovens que querem seguir a carreira desportiva qual seria?

Dediquem-se de “corpo e alma” ao que realmente gostam, tenham a coragem de dizer aos vossos pais o que vos faz “mover”, mesmo que não seja a atividade que eles pensaram para vós, pois na verdade, cada um de vós é que terá de construir o seu caminho; Não estejam à espera do que os vossos pais, amigos, colegas e treinadores podem fazer por vós, mas sim trabalhem para aportar uma mais valia às vossas equipas de trabalho, sejam no desporto, na escola, na música, e muitos mais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *